Abre-se e perpetua-se o Património, dando a conhecer a forma secular de produção do azeite através das levadas do rio (recuperadas e visíveis), passando pela evolução para as mós de pedra, os sistemas hidráulicos que funcionaram na segunda metade do século XX … até às linhas automáticas que são hoje utilizadas. O espaço com vocação museológica será dinamizado com os mais variados eventos gastronómicos, promovendo os produtos da quinta e da região, bem como as receitas ancestrais da Casa de Valinhas e do Alto-Minho.

Nos meses de laboração da azeitona os eventos gastronómicos e a produção de azeite coabitam, separados por uma simples parede de vidro.

Dá-se a provar os pratos de lagar confeccionados com o azeite ali extraído (polvo e bacalhau à lagareiro); os pratos típicos da região (sarrabulho, arroz pica no chão ou cozido à portuguesa) e convidam-se os hóspedes a fazerem uso dos seus dotes culinários num espaço envolvente e numa cozinha totalmente equipada.

 


 

Sugestões:
  • Sarrabulho
  • Arroz Pica no Chão
  • Lampreia
  • Bacalhau à Lagareiro
  • Polvo à Lagareiro
  • Cozido à Portuguesa

Temos uma bolsa de Cozinheiros Regionais, que seleccionamos segundo as suas especialidades, para as refeições que se vão preparar.
(Preço sob consulta em função do Número de pessoas, Entradas, Vinhos e Digestivos à escolha).

Espaço disponível para Aluguer de Eventos “Do It”: